Como evitar esquecimento no uso de remédios

Postado: 1 de agosto de 2022

Com a chegada da terceira idade, os medicamentos passam a fazer parte do dia a dia da maioria dos idosos, seja para controle, tratamento ou prevenção de doenças. É fundamental criar mecanismos, dentro da rotina do idoso para evitar o esquecimento no uso de remédios, especialmente, nos casos em que é preciso tomar muitos medicamentos ao dia, com doses e horários diferenciados. Tudo isso, torna a missão de cumprir a orientação médica ainda mais complicada.

Mas como ajudar os idosos a terem esse controle diário e seguir à risca as prescrições médicas, sem esquecer, trocar quantidades ou horários? Confira algumas dicas que a Dolce Vivere preparou para ajudar os idosos a organizar melhor os seus medicamentos. As sugestões valem também para cuidadores e familiares.

Criar uma rotina organizada para o uso de remédios é uma ótima forma de controlar a ingestão dos medicamentos

Nesse artigo você encontra:

Organize os medicamentos dentro de casa

A melhor opção para organizar os medicamentos em casa é separá-los em caixas, com pequenas divisórias. Nelas, escreva os horários e quantidades referentes a cada dia da semana. É importante discriminar os nomes dos remédios, caso seja mais de um. E lembre-se: nenhuma dose pode ser esquecida para que os efeitos esperados sejam alcançados.

Mantenha a lista dos medicamentos em local acessível

Mesmo com os remédios organizados, é importante anotar os nomes de todos os medicamentos e horários a serem tomados. Para isso, um quadro de anotações em local visível é muito bem-vindo. Além disso, uma opção para momentos fora de casa é manter uma lista sempre com o idoso, para que outras pessoas possam ajudar.

Vale destacar que essa lista deve ser atualizada a cada mudança no tratamento. Da mesma forma, coloque orientações como: “tomar após acordar” ou “1 hora antes do jantar”. Essas ações ajudam, de imediato, a evitar o esquecimento no uso de remédios de uso contínuo, pois cria uma estrutura de fácil acompanhamento pelo idoso.

Guarde todas as caixas dos medicamentos

Independentemente de como o idoso prefere se organizar, é importante que as caixas sejam guardadas. Isso porque elas contêm informações valiosas que podem servir para consulta posterior. Uma boa dica é anotar na caixa a data de início do consumo do medicamento para servir de memória sobre o tratamento.

A organização dos medicamentos é fundamental para que eles tenham o efeito esperado.

Não deixe de ir às consultas médicas

O idoso deve manter uma rotina de consultas médicas para acompanhar a sua condição de saúde. E é durante esse atendimento que o médico poderá alterar o medicamento em uso ou suspendê-lo. Por isso, lembre-se de que a lista precisa ser modificada com as novas orientações.

Tenha muita atenção com as interações medicamentosas e os possíveis efeitos adversos

Ter alergia a medicamentos ou substâncias que estão na sua composição é algo bastante comum. Por isso, para evitar complicações, é preciso anotar todos os componentes que já tenham causado reações alérgicas ao longo dos anos e relatar ao médico.

Entretanto, há casos em que não se trata de uma alergia, e sim de interações medicamentosas. Isso pode se tornar frequente entre idosos, a depender da quantidade de remédios ingeridos por dia. Caso ocorra esse processo, um medicamento interfere diretamente na ação do outro, o que pode prejudicar tanto os resultados esperados como o próprio organismo.

Atenção à alimentação também faz parte dessa rotina

Determinados alimentos e bebidas, sejam alcoólicas ou não, também podem interagir com os medicamentos em uso. Dessa forma, é necessário o máximo de cuidado ao seguir as prescrições médicas e evitar o esquecimento no uso de remédios. Todas essas dúvidas devem ser esclarecidas durante a consulta médica, mas também podem ser solucionadas pela bula e rótulos dos medicamentos prescritos.

Fique atento: para que os medicamentos façam efeito e melhorem a qualidade de vida do idoso, é essencial que sejam tomados exatamente da forma que o médico orientou. Por isso, não custa nada se organizar para não se esquecer de nenhum e nem confundir horários e dosagens.

Por Dolce Vivere

Publicado por: dolcevivere

1 visualizações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *