Como cuidar da saúde bucal dos idosos?

Postado: 4 de abril de 2022

É um dado conhecido que a população do Brasil apresenta crescimento em número de idosos. A longevidade pode ser atribuída aos estilos de vida mais focados em atividades físicas, maior qualidade de vida e alimentação mais saudável. Associado a esses fatores está os cuidados com a saúde bucal dos idosos.

O Brasil é um dos países que apresenta maior crescimento no número de idosos em todo o mundo. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população brasileira idosa teve um aumento de 26% de 2012 a 2018. Ainda segundo o Instituto, o país ganhou 8,5 milhões de cidadãos acima dos 60 anos, entre 2007 e 2017, fato que pode indicar um quantitativo de 38 milhões de brasileiros na terceira idade em 2027.

O envelhecimento populacional tem sido motivo de preocupação de especialistas de diversas áreas, em especial, dos profissionais de saúde, já que o processo de envelhecer traz consigo diversas mudanças no organismo. Da mesma forma que ocorre a diminuição da massa muscular e óssea, alterações hormonais, aumento da gordura no sangue, redução da imunidade e da resistência física, a saúde bucal e a dentição também passam por transformações que precisam de cuidados específicos.

Descubra o que ocorre com os nossos dentes ao envelhecermos, quais os cuidados necessários com a prótese dentária e como manter a saúde bucal na terceira idade.

Ter uma rotina de manutenção da saúde bucal é fundamental na terceira idade

O que ocorre com os nossos dentes ao envelhecermos?

Certos problemas bucais são mais propensos a aparecer em pessoas idosas, como a cárie de raiz, periodontite, gengivite, entre outras, embora possam ocorrer em qualquer idade. Isso acontece porque, com o avançar da idade, há a diminuição gradual da produção de saliva, que contém nutrientes importantes para a saúde dos dentes, como o cálcio e o fosfato.

Dessa forma, a falta de saliva também contribui para o aumento do mau hálito e da boca seca, o que pode ser agravado pelo consumo de alguns medicamentos comumente utilizados nessa fase da vida. Além disso, o esmalte dentário tende a se desgastar com o tempo, tornando os dentes mais suscetíveis a lesões ou cáries.

Quais os cuidados necessários com a prótese dentária?

Para os idosos que utilizam prótese dentária, algo relativamente comum para quem está na terceira idade, existem recomendações a serem seguidas. A primeira delas é a higiene da prótese. Vale lembrar que é preciso higienizar com cuidado todos os lugares da prótese para prevenir doenças e manter uma boa saúde bucal. Mas atenção! Não utilize água quente, pois pode danificá-la. Também é importante substituir a pasta dental por detergente neutro ou sabão de coco para limpar a prótese (fora da boca, é claro).

Antes de dormir, a prótese deve ser retirada e colocada em um copo com água filtrada, acrescida de uma colher de água sanitária. Por fim, é preciso ter bastante atenção em relação ao estado geral da prótese e visitar o dentista com regularidade, para que o especialista possa verificar a necessidade de substituição da peça.

Como manter a saúde bucal dos idosos?

Os idosos precisam redobrar os cuidados em relação à higienização bucal. Para tanto, a escovação deve ser feita três vezes ao dia, pelo menos, e sem muita pressão para não machucar a gengiva ou desgastar os dentes. Use um creme dental com flúor e passe o fio dental frequentemente, de preferência à noite.

Vale ressaltar que as escovas com cerdas duras devem ser descartadas. Caso a pessoa tenha movimentos limitados, o recomendado é fazer adaptações, como engrossar o cabo da escova com resina ou utilizar os modelos elétricos. Para os casos em que o idoso esteja acamado, o cuidador deve assumir a responsabilidade sobre a higiene oral.

Para auxiliar na prevenção de doenças, é preciso que o idoso estimule a produção de saliva por meio da ingestão frequente de água. Além disso, os dentes, para permanecerem saudáveis, dependem de uma alimentação rica em fibras, grãos, frutas, verduras e legumes.

Lembre-se: A manutenção da saúde bucal dos idosos precisa ser feita diariamente. Além disso, não faltar às consultas periódicas com o dentista, ao menos a cada seis meses, é fundamental para garantir boca e dentes saudáveis durante todos os ciclos.

Texto elaborado com a contribuição de: Dr Cleiton Titara (Odontogeriatra) – CRO 40876-RJ

Publicado por: dolcevivere

3 visualizações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *